sábado, 17 de maio de 2008

protocolo

Numa cama qualquer
... dia desses...
serei sua mulher!
(despida da roupagem
contratual,
desprovida do papel
convencional)
um compromisso: apenas
sob belas rendas
sem assinaturas
nem estrelas
(sem testemunhas)
Serei sua
sem hora
para deixar de sê-la
(como agora)

6 comentários:

rio daqui disse...

Depois de sessão de claves de sons vou chegando revendo a lavra de Sandra. Eu gosto porque é tudo feito em versos. E o texto é quente ... Saudade. Beijo - Paulo Viggu

Remo Saraiva disse...

Pungência, seu nome é Sandra Regina!!

Eita, que a mulher é intensa!!

Bjs,
REMO SARAIVA.

PS: Tô de volta após longo inverno!!

Leandro Jardim disse...

uau, o samba da sandra sempre sensual!

Luzzsh disse...

Oi Sandra,

Sim, sim, sem contrato ou convenções. Estar, pelo simples prazer de querer. Estar.

Tá frio aí? Rs...se até aqui em SP tá!... :)

Bjs!

Rayanne disse...

Arrepio cavalgando os pêlos. E assim ele, nú vem - de comunhão pintar aurora.

UMa saudade imensa.

**Estrelas**

ZeRo S/A disse...

Lindo