segunda-feira, 31 de agosto de 2009

dúbia

Depois de tempos
percebo que
quando estou feliz
a inspiração não falta
...vem sempre farta
e sempre indolor
Mas me traz um dilema:
- não sei se paro e faço um poema
pra não perder a rima
ou se abro a rima
e sigo fazendo amor!

sábado, 22 de agosto de 2009

a casa lar

Com amor-perfeito
Enfeito a sala
- Te espero chegar
Me ajeito no sofá
Decoro teu lugar
Abro meus poros
E
Devagar
Te sinto entrar...
Te fito intenso
Por dentro, penso...
“quero morar nesses olhos
E me azular

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

um dia azul

Novas telas espalham os tons felizes
se me acorda seu bom-dia
E matizes de alegria se embaralham
às rimas molhadas da minha poesia

Azul é o céu em que mergulho
mesmo quando procuro minha lua
e me olho nua nos seus desenhos
que desdenham as cores vivas
da moldura matutina
Ah esses seus raios furta-cor
... iluminam minha única paisagem:
e só vejo você: horizonte multicor
Do começo ao fim da viagem

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

gourmet

pra que seja
plena e santa
a ceia,
sigo (obscena)
o divino ritual
(sobre a cama)
me sirvo
- sobremesa -
e sorvo seu gozo
ao final

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

dedicatória

Deixa que
Esta grafia
Escarlate
Faça parte
Da alegria
Que mora
Na tua (c)alma celeste
Abre-me
Agora:
Me despe.