domingo, 20 de dezembro de 2009

eco-cardio-drama

Meu músculo
minúsculo
se esconde
entre órgãos e sangue
num prolapso
ainda bate
bombardeia
meu peito
- que rebate:
"Não enfarte"

[...]

no diagnóstico
o óbvio:
meu coração em partes

domingo, 13 de dezembro de 2009

embarcação

inadvertida
verte minha vida:
à vista
teu barco
convida
...à deriva



NO B7C - BLOG DE 7 CABEÇAS - O AMIGO POÉTICO ESTÁ DE VOLTA!!! PARTICIPEM!

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

feita em versos... e prosa

Meu amor é tão (ex)/intenso
que não posso mais escever versos...
a sintética sintaxe...
não é capaz de traduzir essa sensação sem-fim
que vive dentro de mim....
E com toda licença poética
vou fazendo
à minha moda
um poema-prosa

domingo, 1 de novembro de 2009

sobre ausências e saudades

Encontro marcado
nem espera
nem ansiedade
- Está a vida
me reservando
um momento
de felicidade
celestial


...Tua volta
me é apenas
essencialmente
vital

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

dialeto

Na sua língua
Meu gozo
Abrasa
Como o fogo
que rima
Com você:
Meu (in)traduzível
ponto “G”

sábado, 3 de outubro de 2009

subjuntivo

Que o gosto
Comum da libido
Perdure
Em nosso corpo
junto ao perfume
Do gozo que lateja
em seu sentido
turquesa

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

aéreo

Desde aquele dia
em que te senti,
voo de alegria,
e tudo que sei
é sorrir
e contar
as horas
do nosso
próximo
pouso

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

independência ou sorte

Preparo meu corpo
para receber
teu império:
a liberdade
reinando entre
mistérios
ainda covardes...
Num confronto
de indecências
nossas vontades
se rendem
E tua lança
alcança minha
urgência

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

dúbia

Depois de tempos
percebo que
quando estou feliz
a inspiração não falta
...vem sempre farta
e sempre indolor
Mas me traz um dilema:
- não sei se paro e faço um poema
pra não perder a rima
ou se abro a rima
e sigo fazendo amor!

sábado, 22 de agosto de 2009

a casa lar

Com amor-perfeito
Enfeito a sala
- Te espero chegar
Me ajeito no sofá
Decoro teu lugar
Abro meus poros
E
Devagar
Te sinto entrar...
Te fito intenso
Por dentro, penso...
“quero morar nesses olhos
E me azular

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

um dia azul

Novas telas espalham os tons felizes
se me acorda seu bom-dia
E matizes de alegria se embaralham
às rimas molhadas da minha poesia

Azul é o céu em que mergulho
mesmo quando procuro minha lua
e me olho nua nos seus desenhos
que desdenham as cores vivas
da moldura matutina
Ah esses seus raios furta-cor
... iluminam minha única paisagem:
e só vejo você: horizonte multicor
Do começo ao fim da viagem

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

gourmet

pra que seja
plena e santa
a ceia,
sigo (obscena)
o divino ritual
(sobre a cama)
me sirvo
- sobremesa -
e sorvo seu gozo
ao final

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

dedicatória

Deixa que
Esta grafia
Escarlate
Faça parte
Da alegria
Que mora
Na tua (c)alma celeste
Abre-me
Agora:
Me despe.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

rotina

Tenho gastado os dias
Sem poesia nos olhos
Sem rima no lápis
Sem muita emoção

Tenho contado as horas recentes
dedilhando as lembranças dos teus dedos
emaranhados em meus pelos:
Imagens dos sonhos acomodados
Em frequentes pesadelos

quarta-feira, 15 de julho de 2009

oralidade

Para falar-te:
Verbo
Inconjugável
E viril...
Eu, dialeto
(incomunicável)
meu verso
anuncio
e calo
só na minha língua
falo

quarta-feira, 24 de junho de 2009

metonímia

Risco a folha branca
Com meus versos
(escarlate):
e cada rima se lança
como um beijo
em sua face

Poeta...
Musa...
sou a puta
que rasura
delicadas metáforas
em suas costas
e se curva:
despida das rendas
e de certas sedas
à espera de que você ceda
e se escreva nas fendas
e dentro delas se renda

terça-feira, 16 de junho de 2009

Convite

Queridos leitores!
O Blog de 7 cabeças completa 3 anos este mês!
Estamos em festa! Por isso resolvemos presentear nossos fiéis leitores...
Querem saber como?
É só clicar e ler o post que a Mary preparou com as instruções!
Participem dessa festa!

segunda-feira, 8 de junho de 2009

[poema macho]*

Nem tire sua roupa,
menina!
se o que você quer
é fazer amor...
Não me venha dizer
que só quer transar...
que eu tenho horror!!
Ouça bem, garota,
caia na real:
essa coisa de acasalar
só rola no mundo animal
Todo esse papo aí...
tá fora de moda
sexo comigo
é foda.

*Postado originalmente na semana "cara ou coroa" do Blog de 7 cabeças

domingo, 24 de maio de 2009

Clássico

Domingo, em casa, é dia
De poesia e futebol
... driblar o tempo que passa
E ginga sobre o lençol
Dia de gol e de rima
Enquanto o Sol brilha
E o corpo comemora
Numa só jogada
A mesma mútua vitória!

domingo, 17 de maio de 2009

dueto*

Sem estilo
Sempre repito
O desgastado
Estribilho
Enquanto você
Num estalo
Faz um poema
ducaralho

(Para o mais-que-admirado-invejado-e-amado poeta Múcio Góes)

sábado, 18 de abril de 2009

eternamante

coisas de quem
sabe fazer
tudo muito bem:
no beijo
você, sem querer,
põe meu segredo
a escorrer...



LEMBRETE

DO BLOG ME LIVRO
02 de maio, na Livrria Martins Fontes - Av. Paulista, 509 (quase na esquina da Brigadeiro Luis Antonio), a partir das 15h
Evento poético com Leandro Jardim, Moacir Caetano, Múcio Goes, Octávio Roggiero Neto e EU!!

APAREÇAM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 2 de abril de 2009

meditação

Divago
sobre o perfume
dos instantes
recentes...
que volatizam
como um costume
de nossos pelos
... amantes...
que ainda vibram
incandescentes

segunda-feira, 23 de março de 2009

Acróstico para Sandra*

Suaves teus versos femininos
Adornam páginas experimentais
Navegam o Outro por destinos
Dentro encontram sobrenaturais
Ruínas deixam de ser meras ruínas
Acender poesia por peitos mortais

Regência é caminho do verbo
Elevar-te-ei aos substantivos
Gentilezas de porto cais
Imerso meu cuore cativo
Nem liberdade quer mais
Ainda respira entre os vivos

Melhor é deixar mergulhar
Universo meu cantinho seu
Luzes acesas ao seu poe-mar
Hão de ser bem mais que luzes
Eis-me aqui peixinho a nadar
Rasgo o verbo, ler-te maná

* Presente de Sergio Frank, meu convidado no Blog de 7 cabeças que estava desistindo de postar estas maravilhas! Obrigada, Moço.
Aproveito para divulgar seu novo endereço: ele agora se mostra em Atalhos periféricos

domingo, 15 de março de 2009

una milonga

na melodia
sem harmonia
das notas
que, no meu corpo,
só você toca:
um tema,
no improviso
jazz na rima
e sua estrela
... brilha
num blues sustenido

enquanto eu
quase-soul

sábado, 7 de março de 2009

intertextualidade

Versos que passam
entre a tua
e a minha boca
e escapam...

Palavras que se perdem
no silêncio que grita
em cada linha...
e fenecem...

Eu te escreveria um poema
usando a grafia
que rima meu desejo
com tua simbologia...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

mea culpa

Me perdoa
pelo susto
que te visita
quando, esquiva,
num impulso
te abraço:
brasa
e me julgo
brisa

domingo, 11 de janeiro de 2009

babel

Converso
Com tua prosa
Sem nexo...
Oblíqua
E poliglota
Falo...
teu rígido
e vernáculo
Vocábulo:
Lírico dialeto
Que minha língua
Decora