quarta-feira, 16 de novembro de 2011

extemporâneo

no aconchego do outono
teu corpo em abandono
sobre meu corpo sazonal

2 comentários:

letrasetempestades disse...

Poucos e intensos versos.
Adoro.

Elaine Lemos disse...

Sempre delícias em seus versos!!

Querida, estou voltando!!

Beijos!!