segunda-feira, 30 de abril de 2007

rascunho

Dentro do corpoema*
minha rima pulsa vermelha
e fica ainda mais rubra
quando seu verso me busca
e na minha veia lateja
conjugando um verbo interno
no caderno sobre a mesa.

* Roubei a palavra no Contratempo (da Rayanne, a moça das estrelas)

13 comentários:

Francisco Dantas disse...

Você adora uma conjugação, não é, amiga? Gostei dessa palavra "corpoema". E o vermelho não podia faltar! Um beijo. Estou de volta. Há coisa nova lá.

marcelo disse...

A rima se junta ao verso... e, no final, os dois se deliciam consumando verbos de sobremesa...

Ácido Poético disse...

Verso e rima com cunho de rascunho perfeito.
maravilha
Bjs
Brunø

paulo vigu disse...

Verbos intensos de Sandra nessa folha on-line rascunham coisas vivas, coisas que inflam veias. Riodaqui.beijo.PauloVigu

Múcio Góes disse...

imagina o produto final desse rascunho...

voltei... andei sem pc.. rs

bjsss

Rayanne disse...

hum... conheço de cor essa cor em poema!!! Palavrinha que cabe perfeitamente no verso, né não? Juntei daqui e dali e ela nasceu. Vc misturou rubro e fez um rascunho de incandescer, moça!

**Estrelas**

Beanes disse...

o verso em matiz magenta
rima sonho com sonho
pois com desejo, seria tormenta.
o caderno branco fecha os olhos,
calor, vermelhidão,
chuva (de gozo) intensa,
é paixão que te rubra a pele
é matiz de amor a sentença.


deixo beijos

Adriádene Cavalcante disse...

Ai, preciso sempre tomar uma ducha fria depois de passar por aqui..rs rs Beijos beijos beijos, amiga poeta maior!

ZeRo S/A disse...

Muito bonito

renata ática! disse...

oi, querida! como é que estão as coisas por aí? saudades de você, viu. vou te mandar um e-mail. mas me escreve tb: renataisabel@gmail.com///// bjos!

andré disse...

ah você, sempre com palavras densas, agora com neologia. um beijo minha querida poeta.

moacircaetano, todo prosa! disse...

desejo que pulsa sempre em tuas rimas!
beijos, querida!

(tentei ligar pra vc, mas esqueci que provavelmente seu celular mudou, né? rs...)

Remo Saraiva disse...

Forte e intenso! Muito palpável, coisa carne! Gostei!!

Bjs,
REMO.