quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

fala ciosa

Se você
"deixar comigo",
alicio sua libido:
fixo o castanho
dos seus olhos
no meu casto olhar
pouso meu verso
quase inibido
no seu gesto
mais vulgar
aceso seu corpo,
mantenho-o quente
e teso e pronto
num jogo iminente
que suponho
se me abrigo
(num abraço)
no afago incisivo
do seu falo

3 comentários:

Rosinha disse...

Aqui é lindo, tem poesia, cor, som...
Me senti em casa.


xero na alma

AC Rangel disse...

Revela-se, tua alma, tua calma de modo que calo, que falo. Tão doce, tão teso, aceso. Completo, direto, desmancha-se em fogo em brasa. Te inunda, te toma...

beijo

Thales Capitani disse...

.

Apaixonado
e sem máscaras
como uma paixão deve ser