domingo, 5 de junho de 2011

rompante

De repente
Preciso dizer
Eu te amo
assim, num rompante
para romper o instante
que nos mantém distantes

2 comentários:

Anônimo disse...

Lindo, Sandra!

Gosto muito doq vc escreve! :)
beiJOYS, querida!

Joyce Néia

Rodrigo Passos disse...

Um dia eu fui....
Meu amor é não.
Meu amor é também vaga-lume.
Sapo preguiçoso que gosta do beijo da moça.
Meu amor é também som, som de metades terceirizadas.
Penhor de pequenos subtítulos, o eterno perguntador.
Que gosta de doce, que gosta de rua.
Vira lata que nunca entende seus hábitos de homem,
quando o mundo é claro, quando a luz torna tudo tão finito.
E o bonito se perde por uma simples questão de estar perto.
Perto de tudo que não se entende de olhos abertos.
Meu amor é apenas um amor só.


Rodrigo Passos