sábado, 20 de outubro de 2007

ensaio

Antes de abrir as cortinas
Repasso a cena:
Quando, no palco, subo
E represento tua amante
Assumo o papel principal:
Mera coadjuvante,
- na tua cama -
protagonizo um drama real

9 comentários:

Rosa disse...

Encontrei-me uma vez pensando assim, a realidade é um pouco cruel, mas é melhor quando olhamos no espelho e nos vemos feliz....... bjus

André L. Soares disse...

SANDRA REGINA [ Feita em Versos ]

Bom dia! Tudo bem com você?

Meu nome é André L. Soares. Sou do blog Gritos Verticais. Esporadicamente visito seu blog já há algum tempo e, por isso mesmo, venho convidar você para uma brincadeira, visando uma maior interação. O convite pode ser visto em meu blog, no endereço abaixo (não é vírus), acompanhado de um poema, o qual espero que você goste:


[ http://poemasdeandreluis.blogspot.com/2007/07/quem-voc.html ]


Muito obrigado por sua atenção. Desejo a você sucesso, saúde e sorte,... sempre!



André L. Soares.
.
.
.

paulo vigu disse...

É o vôo de uma atriz completa. O ensaio é contundente.Que dirá o espetáculo. Riodaqui. Beijo na dona da casa

Leandro Jardim disse...

És também uma roteirista de mão cheia!

hehe

:)
beiJardins

José Rosa disse...

Dolorido, mas lindo...

Rayanne disse...

C'est finit la comédie?

**Estrelas intrigadas**

andré gabriel disse...

você tem um poder de sintese maravilhoso. algo intrigante a mim: poucas palavras que dizem tudo, apenas deixam no mistério o que passa do limite da elegância. olha, te resumiria assim; elegância!! beijos

Francisco Dantas disse...

Ensaio, tentativa de ser algo, de não ser pedaço; de ser apenas representação? Ó dúvida cruel. E aí, Sandrinha, tudo bem? É o que desejo. Um beijo.

Múcio L Góes disse...

eu entro,
eu saio,
eu em cena,
eu ensaio,
sou chuva,
sou raio,
mas, só
em você,
eu caio.

:*