sexta-feira, 29 de agosto de 2008

check out

Sob o frio cinco-estrelas
de lençóis perfumados e impessoais,
o vazio do colchão me contorna
e me deforma com sua ausência
na nossa última sessão
de abstinência e
masturbação...
No quarto,
sem reserva,
o desejo adentra:
quando noturnamente
sua voz (outra vez)
me penetra...
e nosso gozo (de novo)
se hospeda
debaixo do teto
desse hotel
(derradeiramente)
via embratel

5 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

O gozo mais sentido, mais sofrido, mais gemido...o gozo via embratel

carinho meu procê flor
beijos de lindo dia

(marta entre parênteses) disse...

adorei esse final. adoro quando surpreende.
;*,
obrigada pela visita lá no meu cantinho.
adorei o seu!

;*

Múcio L Góes disse...

pow, Sandra...

sangre puro.

lindo.

bjo

Paulo Viggu disse...

"Viver é bom nas curvas da estrada. SOLIDÃO, que nada!" Porque as coisas rolam debaixo do teto do hotel, sim. Rio daqui. Paulo Viggu - beijo aí

andré disse...

oi querida, por aqui feliz com tua empreitada literária. parabens. beijos