quarta-feira, 22 de novembro de 2006

na intimidade

A indiscrição dos lábios
Na fêmea... umedecidos
Com a fome escarlate
Ardendo em sorrisos

As digitais
Nos genitais:
Geniais
...ais

11 comentários:

Poeta Matemático disse...

Erotismo efervescente misturado com um toque pessoal de sensibilidade.

Muito bom...

Tiago disse...

construção de um sonho bom isso.

Jefferson de Souza disse...

¡Caliente!

Bjão!

Jefferson de Souza disse...

Ah! Outra coisa, Sandra qrida!

Só pra deixar avisado: tem uns poetas-de-blog armando um Encontro de Poetas neste domingo! Te mandei 1 email com a idéia!
Bom... Se puder, apareça!
(E se precisar de mais detalhes, me cobra!)

Bjão!

Alex disse...

... ai!

Paulo Vigu disse...

ais e uis - que linguagem indiscreta gostosa, né! Riodaqui/ beijo aí / Paulo Vigu

Múcio Góes disse...

putz! genial, teu poema genital.

beijo.

Lino Resende disse...

digitais nas genitais é ótimo. Afinal, quem não os tem.
Parabéns pelo belo e sensível poema.
Estou visitando e conhecendo os participantes, como eu, do Amigo Oculto.

Anônimo disse...

olá...
como o Lino, também venho te conhecer.
adorei o que vi e li!

beijos

Taís Morais

Luna disse...

Adorei a singularidade, necessária, totalmente absoluta...
Uma breve descrição... Intensa por assim dizer.
Abraços Matinais em fases de Lua Crescente...

Leandro Jardim disse...

bonde mais!!!!!