sábado, 24 de fevereiro de 2007

pretensões

Para que eu esteja plena
Apenas venha
E me acenda...
Revele minhas senhas
Sob a renda
Me conceda
O fogo da sua pele
E queime na minha febre

Para que eu ainda arrisque
Apenas fique
Dissipe meus limites
Me excite
Com seus desejos em riste

Para que eu mereça
Apenas prometa
E adormeça no êxtase infinito
Onde mora minha libido
Quando você acorda comigo

9 comentários:

Poeta Matemático disse...

desejo compartilhado, amiga...

desejo compartilhado

Leandro Jardim disse...

Sua poesia faz suar imaginações!
bom demais!

beiJardins

Múcio Góes disse...

fiat lux, poema fogo.

belo, quente.

bjsss

andré disse...

tem ritmo de música! beijos

andré disse...

aliás, relendo o de baixo tb, vc não é musicista? beijos

Césped Vesper disse...

uau

Linaldo disse...

eita, poesia em alto grau de erotismo. belo

moacircaetano disse...

Dormir com uma mulher e acordar com uma mulher... as duas melhores coisas do mundo!
BEijos!!!!!!

paulo vigu disse...

"Caso você case não escreva nota no jornal, não destrave a porta do hospital, não estrague a horta, não esteja morta". Mulher assim como a do poema merece um homem que cumpra o calendário. Riodaqui/paulo vigu