sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

na moldura

Quero uma nova tela
De técnica inusitada
Uma natureza-viva
Torta e mal desenhada
Com olhos sobre ela... tingida!
Quero uma xilogravura carmim
Num auto-esboço transparente
Com contorno de nanquim
Feito em lençol ou espelho
Quero um vermelho diferente
Para enfeitar o meu poema:
Uma água-forte quase feliz
Estampada com cera de giz

8 comentários:

paulo vigu disse...

Vou por aí nessas férias e procurarei uma natureza-viva bem legal pra ti. Que tal um pedaço do mar? Riodaquiaí+beijo.paulo vigu
Que o seu 2007 vire legal na virada e que você continue mostrando as coisas da alma, aqui, no "feitaemversos"

paulo vigu disse...

Vou por aí nessas férias e procurarei uma natureza-viva bem legal pra ti. Que tal um pedaço do mar? Riodaquiaí+beijo.paulo vigu
Que o seu 2007 vire legal na virada e que você continue mostrando as coisas da alma, aqui, no "feitaemversos"

Juliana Pestana disse...

"Quero um vermelho diferente
Para enfeitar o meu poema"

porque todos os tons de vermelho combinam com as emoções latentes dos poetas.

belos versos.
primeira visita.
:-)

bjos meus.

Poeta Matemático disse...

Adoro essas misturas entre artes paralelas..

Vc fez isso muito bem...

Abraços

Francisco Dantas disse...

Sandrinha, um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de coisas boas. Que seus desejos se concretizem; que continue a nos brindar com tão linda poesia. Um beijo.

Leandro Jardim disse...

grandessíssima Sandra de sempre belas palavras!!!

quem sabe nas roupas de noel não encontras teu vermelho!

Alex disse...

Eu tb quero. Se chover desbotado eu quero.

Múcio Góes disse...

belo querer assim.


bjssss!